As mudanças no Flamengo para domingo

As notícias dão conta de que Caio Júnior vai alterar o time para o jogo de domingo, contra o Botafogo. Compreensível, levando em consideração o que o time apresentou na última partida. Difícil de entender são os critérios do técnico para escolher aqueles que entrarão em campo.

Obina está suspensoo. O normal seria ser substituído por Vandinho - que era quem vinha jogando antes, e inclusive foi barrado de maneira bastante surpreendente. Mas ele não foi nem considerado para a partida; a dúvida ficou entre Josiel e Maxi. E foi escolhido o argentino, que tem características totalmente diferentes das do titular e dos outros que poderiam ser escolhidos para a vaga. Sinceramente, não consigo esperar muitos gols de uma dupla de ataque formada por Marcelinho e Maxi.

No meio-campo, Aírton vai entrar, segundo o treinador, muito em função de sua altura. Como Obina está fora e cumpria função defensiva importante nas bolas altas, e quem entra no seu lugar não tem a menor condição de fazer o mesmo trabalho, a idéia faz sentido. E Aírton pode mesmo melhorar o time, especialmente se puder se colocar no meio-campo, e não como mais um zagueiro, como Toró vinha fazendo.

Essa é, portanto, uma alteração que faz sentido. E com certeza muitos dos rubro-negros estão satisfeitos com a outra - a saída de Kléberson, o que eu não faria, mas até compreendo. O esquisito é o seu substituto. Fierro era quem vinha entrando nos últimos jogos e ganhando elogios. Mas a vaga vai ser de Sambueza, que não aparece no time há semanas. E que, além disso, é canhoto - Kléberson vinha jogando pela direita, enquanto cabia a Íbson o trabalho no setor esquerdo. Ainda não tenho opinião muito formada sobre Sambueza; mas tenho a impressão de que, assim como Fierro, ele gosta mais de jogar aberto do que propriamente no meio-campo. O que pode enfraquecer mais ainda um setor em que o time já está mal.

Há ainda a chance de Léo Moura não jogar, entrando Luizinho. Seria uma mudança forçada, mas que pode até ajudar o time a ter um equilíbrio maior, como aconteceu quando ele entrou no lugar de Juan contra o Coritiba. Mas há o risco do time ficar muito torto pela esquerda. O que pode até ser compensado com a presença de Maxi pela direita. Mas, se realmente o desfalque se confirmar, talvez ficasse ainda mais interessante a presença de Fierro em campo, já que é por ali que ele gosta de jogar.

2 comentários:

Danielzinho disse...

Monnerat, você ainda tenta ver algum sentido nas mudanças do Caio Jr?
Sinceramente não me supreenderá em nada se ele resolver de última hora colocar o Toró no lugar do Maxi, por exemplo. Menos ainda se ele resolver colocar, ao invés de Luizinho, o Fierro como ala.

Vai entender, ne?

Pablo Alcântara disse...

Ah, te falar, me cansei também de entender o que o Caio Jr faz. Nem ele sabe e, pior, nem os jogadores. Acho que já vi times de pelada mais bem organizados.